Desmistificando a lenda de uma alma imortal

14 de setembro de 2013

Por que meio estaremos com o Senhor?


E assim estaremos com o Senhor – “Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor” (cf. 1ª Tessalonicenses 4:16,17).

Paulo deixa claro o modo pelo qual um crente pode "estar com o Senhor", expressando essa ideia ao longo de todo o contexto. Para os vivos, esse meio é o arrebatamento ou transladação dos crentes por ocasião da vinda de Cristo; para os mortos, esse meio é a ressurreição dos mortos. Paulo simplesmente não deixa qualquer outra alternativa aqui. Sobre este texto, Joe Crews fez essa importante observação:

"Observe o significado da palavra 'ASSIM'. Significa 'desta forma', 'deste modo', 'por esse meio'. 'ASSIM', desta maneira, por este meio, 'nós estaremos com a Senhor'. Ao detalhar, sem qualquer limitação, a forma e os meios pelos quais nós vamos estar com o Senhor, Paulo exclui todos os outros meios. Se existe outra maneira de conseguir estar com o Senhor, depois de vermos a clara linguagem de Paulo, é uma estupenda falsidade. Se nós vamos estar com o Senhor através do nosso espírito imortal quando morrermos, então não vamos estar com Ele por meio da vinda visível de Jesus, a ressurreição dos mortos, e a transformação para a vida. As palavras de Paulo, então não seriam verdade. Não existe uma forma possível de evitar tal conclusão, salvo afirmando que a descida do Senhor do céu, o poderoso brado, a trombeta, a ressurreição dos mortos e a transformação para a vida, todos ocorreriam quando a pessoa morre – uma posição demasiado absurda para ser considerada"[1]

Azenilto Brito complementa:

"Observem novamente que, em 1 Tessalonicenses 4:16, 17, Paulo espera estar presente com o Senhor. Ele descreve a vinda gloriosa de Cristo, a ressurreição dos mortos e a trasladação dos santos vivos. Então diz que 'assim estaremos sempre com o Senhor'. Essa palavra 'assim' significa, portanto, desta forma, ou por esse meio. Ele está dizendo: Isto é como vamos chegar a estar com o Senhor. Se, portanto, é através da vinda de Cristo e da ressurreição que chegaremos a estar com o Senhor, então é óbvio que não vamos estar com o Senhor antes desse tempo"[2]

Desta forma, podemos ver que Paulo exclui a ideia de estar com o Senhor através de uma alma imortal que sobrevive à parte do corpo após a morte, pois coloca como únicos meios para se estar com Cristo a ressurreição (para os mortos) e o arrebatamento (para os vivos). Nada de uma outra opção alternativa para aqueles que já morreram!

Na consolação aos tessalonicenses, falando sobre os seus parentes já falecidos, o apóstolo jamais indica que eles já estão na glória do Paraíso, muito pelo contrário, os consola unicamente com a esperançada da ressurreição dos mortos (cf. 1Ts.4:18), o que não faria sentido nenhum se fosse apenas para um corpo morto que já virou pó se as almas imortais já estivessem com Deus no Céu. A consolação de Paulo, voltada totalmente para a ressurreição, além de omitir que os seus amigos e parentes já estivessem na glória, afirma ainda de modo categórico que “de modo algum precederemos os que dormem” (cf. 1Ts.4:15), indicando que mortos e vivos entrarão no Paraíso no mesmo momento.

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,
Lucas Banzoli (apologiacrista.com)

Extraído de meu livro: "A Lenda da Imortalidade da Alma"


-Artigos relacionados:


-Não deixe de acessar meus outros sites:

Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
Heresias Católicas (Artigos sobre o Catolicismo Romano)
O Cristianismo em Foco (Reflexões cristãs e estudos bíblicos)
Preterismo em Crise (Refutando o Preterismo Parcial e Completo)


[1] CREWS, Joe. O que a Bíblia diz sobre estar ausente do corpo. Disponível em: <http://setimodia.wordpress.com/2008/12/16/livreto-o-que-a-biblia-diz-sobre-estar-ausente-do-corpo/>. Acesso em: 19/08/2013.
[2] BRITO, Azenilto GuimarãesO que é estar ausente do corpo. Disponível em: <http://www.c-224.com/Ausente.html>. Acesso em: 19/08/2013.
Share:

4 comentários:

  1. Lucas, quais são seus artigos que refutam os argumentos do Padre Paulo Ricardo neste vídeo:

    http://padrepauloricardo.org/episodios/intercessao-dos-santos

    E, só pra continuar no embalo, este também (que na verdade está mais relacionado ao blog "Heresias Católicas"):

    http://padrepauloricardo.org/episodios/culto-aos-santos-e-suas-imagens

    Obrigado pela atenção, fique na Paz de Deus!

    ResponderExcluir
  2. Sobre a intercessão dos santos:

    http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/index.php?pagina=1084757713

    http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/08/analisando-as-provas-da-intercessao-dos.html

    Sobre as imagens:

    http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/08/desmascarando-idolatria-catolica_24.html

    http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/09/a-arca-da-alianca-justifica-idolatria.html

    http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2013/05/nao-adoram-so-veneram.html

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Lucas esse texto de Tessalonicenses entra em choque com aquele de Apocalipse (eu acho que é em Apocalipse) que fala sobre a Nova Jerusalém. Paulo diz que estaremos para sempre nas nuvens com o Senhor (que dá a entender que é o Ceu, e estaremos lá para sempre), e Apocalipse (acho que é Apocalipse) diz que Deus irá descer a trazer o Céu até a Terra. Como fica essa situação?

    ResponderExcluir
  4. Quando Paulo diz "e ASSIM estaremos com o Senhor para sempre" ele não está querendo dizer que "estaremos para sempre nas nuvens", mas sim que "DESTE MODO", ou seja, por meio da ressurreição (para os mortos) e do arrebatamento (para os vivos) é que podemos estar com o Senhor para sempre. Os textos não são contraditórios, são complementares. Paulo disse que nós nos encontraremos com o Senhor nas nuvens, e João diz que nós desceremos para a Nova Terra, onde passaremos a eternidade. Há uma sequencia na sucessão de eventos, e não uma contradição de eventos.

    Abraços!

    ResponderExcluir

A sua mensagem passará por moderação e em seguida será exibida ao público.

Curta no Facebook

Receba os novos posts por e-mail

Comentários Recentes

Labels